Slide

Slide

FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA

Contribuindo para o Desenvolvimento Tecnológico da Paraíba, apoiando as instituições parceiras na execução dos seus projetos de P&D.


Slide

PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA

O novo Parque Tecnológico da Paraíba
é resultante da expansão das ações de INTEGRAÇÃO, INFRAESTUTURA e INVESTIMENTO, promovidas pela Fundação PaqTcPB e parceiros do ecossistema do Estado da Paraíba.


Slide

INCUBADORA ITCG

Incubadora Tecnológica de Empreendimentos Criativos e Inovadores, promovendo o empreendedorismo e a inovação no Estado da Paraíba.


Slide

INCUBADORA IACOC

Incubadora de Agronegócios das Cooperativas, Organizações Comunitárias, Associações e Assentamentos Rurais do Semiárido da Paraíba.


previous arrow
next arrow

Projeto Metro-CG/ RedeComep/RNP/MCTI

O projeto da Rede Metropolitana Comunitária de Educação e Pesquisa de Campina Grande – Metro-CG – se insere no contexto do Projeto RedeCOMEP do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

Redecomep

Redecomep é uma iniciativa do MCT, coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que tem como objetivo implementar redes de alta velocidade nas regiões metropolitanas do país servidas pelos Pontos de Presença da RNP. 
O modelo adotado baseia-se na implantação de uma infra-estrutura de fibras ópticas própria voltada para as instituições de pesquisa e educação superior e na formação de consórcios entre as instituições participantes de forma a assegurar sua auto-sustentação.

Quem pode participar?

A priori instituições de pesquisa e educação superior, mas com possibilidade de admissão de outras organizações governamentais, não governamentais, públicas e privadas, que tenham interesse em integrar uma rede metropolitana de alta velocidade, dentro dos padrões dos projetos RedeCOMEP e Metro-CG.

Como participar

Informe-se mais sobre as iniciativas RedeCOMEP / “O que é” e Metro-CG / “O que é”  para ver o que sua organização tem a ganhar participando do projeto.

Obtenha o documento “Memorando de Entendimento” para apreciação da assessoria jurídica de sua organização. A assinatura desse documento basicamente define que sua organização tem interesse e compromisso em “planejar, instalar e manter um serviço de rede avançada em área metropolitana, restrito, não-comercial, de provimento de conectividade óptica, que permita o uso avançado da tecnologia da informação e de comunicação” em parceria com as outras organizações participantes do projeto e que concorda com os termos gerais que regulam as fases iniciais do projeto (estabelecimento de parcerias, formação de consórcio, formação de comitê gestor, formação de comitê técnico, etc.).

Se sua organização é pública (municipal ou estadual), antes da adesão (com assinatura do “Memorando de Entendimento”) se faz necessária a autorização/concordância do chefe do executivo (prefeito ou governador) através da assinatura do documento “Protocolo de Intenções” apropriado com o MCT.

A regulamentação final para a operação do consórcio (personalidade jurídica, convenção social / estatuto / regimento, gestão administrativa, financeira, operacional, etc.) deverá ser definida posteriormente pelos próprios consorciados.

Todos os documentos podem ser obtidos a partir dos links dados na sessão Documentos logo abaixo.

Quem já participa?

IFPB — Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (1 site)
  • Campus de Campina Grande. 
Embrapa — Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária  (1 site)
  • Centro Nacional de Pesquisa de Algodão. 
Fapesq — Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (1 site)  
  • Sede administrativa – CG;
INSA – Instituto Nacional do Semi-Árido(2 sites)
  • Sede Administrativa;
  • Fazenda Experimental.
PaqTc-PB — Fundação Parque Tecnológico da Paraíba (1 site)
  • Centro administrativo.
ETER — Escola Técnica Redentorista (1 site)
UEPB — Universidade Estadual da Paraíba (6 sites)
  • Reitoria;
  • Faculdade de Administração;
  • Faculdade de Direito;
  • Centro de Educação;
  • Comunicação Social;
  • Museu de Arte Assis Chateubriand.

UFCG — Universidade Federal de Campina Grande (3 sites)

  • Campus de Campina Grande;
  • Centro de Ciências Biológicas e da Saúde;
  • Hospital Universitário Alcides Carneiro.
RNP — Rede Nacional de Ensino e Pesquisa
A RNP foi criada em 1989 pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) com o objetivo de construir uma infra-estrutura de rede Internet nacional para a comunidade acadêmica. A rede começou a ser montada em 1991. Em 1994, já atingia todas as regiões do país. Entre 2000 e 2001, num esforço de renovação, a rede foi totalmente atualizada para oferecer suporte a aplicações avançadas. Desde então, a rede Ipê, como é chamada hoje, possui pontos de presença em todos os estados brasileiros. 
Na Paraíba, o Ponto de Presença (PoP) da RNP fica em Campina Grande, na Universidade Federal de Campina Grande. 

Contatos

Comitê Gestor (presidente): Prof. Jose Nilton Silva (PAQTC-PB, 

Comitê Técnico (presidente)Sr. Pedro S. Nicolletti (POP-PB)

Comitê Técnico (Gerente Operacional):  Sr. Nathercio Araújo Pedrosa Filho (PAQTC-PB)